Notícia

Descoberta sobre câncer infantil pode levar a tratamento que evite metástase em vários tipos de câncer

Pesquisadores descobrem que células do sarcoma de Ewing ativam a expressão de um gene que ocorre naturalmente na superfície da célula, conhecido como IL1RAP, para criar um escudo protetor das células tumorais

Melissa Askew via Unsplash

Fonte

Universidade da Colúmbia Britânica

Data

quinta-feira, 3 junho 2021 06:25

Áreas

Oncologia. Saúde da Criança.

Uma nova descoberta sobre o tumor de Ewing (ou sarcoma de Ewing), um câncer infantil agressivo e frequentemente fatal, trouxe esclarecimentos sobre o potencial de impedir que as células cancerosas se espalhem para além do local do tumor primário.

A descoberta fornece uma nova visão sobre o que desencadeia o processo que permite que as células cancerosas sobrevivam enquanto viajam através do corpo na corrente sanguínea.

Pesquisadores da Universidade da Colúmbia Britânica e do BC Cancer, no Canadá, descobriram que as células do sarcoma de Ewing – e provavelmente outros tipos de células cancerosas – são capazes de desenvolver um escudo que as protege do ambiente hostil da corrente sanguínea e de outros locais enquanto procuram por um novo local para se estabelecer ou realizar metástase. O estudo foi publicado na revista científica Cancer Discovery.

“Você pode pensar que uma célula tumoral poderia sobreviver prontamente na corrente sanguínea, mas na verdade é um ambiente muito hostil”, disse o autor sênior do estudo, Dr. Poul Sorensen, cientista do BC Cancer, professor de Patologia e diretor da recém-criada Academia de Medicina Translacional da Faculdade de Medicina da Universidade da Colúmbia Britânica.

“O que descobrimos foi que as células do sarcoma de Ewing são capazes de desenvolver uma resposta antioxidante que as protege e permite que sobrevivam enquanto circulam. Isso é semelhante a uma pessoa no Ártico tendo que colocar um casaco grosso antes de sair. Se não se protegerem, ficam expostas a condições perigosamente adversas, sob as quais podem não sobreviver”, explicou o Dr. Sorensen.

A doença metastática, que ocorre quando o câncer se espalha por todo o corpo, é o preditor mais poderoso de resultados ruins para pacientes com câncer de todas as idades e tem sido um processo difícil para os pesquisadores estudarem ou para os médicos definirem. “O que é empolgante sobre este estudo é que se pudermos direcionar as células em circulação, então talvez possamos evitar a ocorrência de metástases. Então esse é o grande objetivo desta pesquisa ”, disse o Dr. Sorensen.

Poucas células são capazes de se tornar metastáticas. Embora haja pesquisas sobre as razões genéticas de um tumor sofrer mutação e se espalhar, o que os pesquisadores descobriram é que as células do sarcoma de Ewing ativam a expressão de um gene que ocorre naturalmente na superfície da célula, conhecido como IL1RAP, para criar um escudo protetor de proteína.

“Este estudo é o primeiro a mostrar que a proteína de superfície IL1RAP raramente é expressa no tecido normal, mas é regulada positivamente em sarcomas infantis”, disse o Dr. Haifeng Zhang, pós-doutorando no laboratório do Dr. Sorensen no BC Cancer e primeiro autor do estudo. “Isso é realmente bom porque significa que podemos desenvolver tratamentos para a IL1RAP sem produzir efeitos colaterais tóxicos em células não cancerosas”. A equipe de pesquisa tem desenvolvido anticorpos que podem ter como alvo a IL1RAP.

“Esses anticorpos poderosos podem se ligar ao exterior da célula e mostramos em nossa pesquisa que esses reagentes podem realmente matar as células do sarcoma de Ewing. Portanto, não apenas descobrimos um caminho interessante, mas estamos em um bom caminho para desenvolver um tratamento imunoterapêutico de grau clínico para o sarcoma de Ewing”, disse o Dr. Sorensen. “Estamos otimistas de que possamos trabalhar em ensaios clínicos dentro de um ou dois anos”, acrescentou o Dr. Zhang.

A pesquisa está em andamento para investigar se o mesmo comportamento de proteção pode ser encontrado em outros tipos de células cancerosas, incluindo leucemia mieloide aguda, melanoma, adenocarcinoma pancreático, tumores do sistema nervoso central e em alguns tipos de cânceres de pulmão e mama.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade da Colúmbia Britânica (em inglês).

Fonte: Kerry Blackadar, Faculdade de Medicina da Universidade da Colúmbia Britânica. Imagem: Melissa Askew via Unsplash.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account