Notícia

Estudo procura alternativas à quimioterapia e diagnóstico precoce de câncer de pulmão causado pelo amianto

Estudo clínico global terá início em 2021, incluindo a Universidade Flinders, na Austrália

Wikimedia Commons

Fonte

Universidade Flinders

Data

sábado, 21 novembro 2020 12:10

Áreas

Diagnóstico. Doenças Pulmonares. Oncologia.

Com mais de 650 australianos diagnosticados com mesotelioma maligno no ano passado, a Universidade Flinders, na Austrália, está liderando novas pesquisas para descobrir alternativas à quimioterapia e até mesmo prevenir mortes por detecção precoce da doença no futuro.

Uma nova abordagem, usando os benefícios terapêuticos naturais da curcumina, um componente-chave do açafrão-da-índia, será testada em um estudo clínico em 2021, como parte de uma pesquisa mundial.

Coincidindo com o Mês da Conscientização sobre o Amianto em novembro, os especialistas alertam que o alto número de casos pode persistir por anos, com centenas de casos a mais da doença mortal possível após latência de mais de 30 anos relacionados ao trabalho de diversas categorias de profissionais  potencialmente expostos ao material.

Embora o amianto esteja proibido de ser usado em novos edifícios, muitas casas ainda contêm amianto, então a exposição durante as reformas é comum. A Austrália tem uma das taxas per capita mais altas de doenças relacionadas ao amianto do mundo.

Os pesquisadores da Universidade Flinders, liderados pela professora Dra. Sonja Klebe, estão estudando a segurança e a viabilidade do uso de uma forma de curcumina lipossomal intrapleural para beneficiar a sobrevida e a qualidade de vida do paciente – com menos efeitos colaterais tóxicos do que a quimioterapia.

“É por isso que é importante explorar terapias alternativas e facilitar o diagnóstico precoce para reduzir o sofrimento e apoiar medidas de intervenção precoce”, ressaltou a pesquisadora.

Da mesma forma, os pesquisadores estão procurando métodos diagnósticos precoces com um teste especial de fluido pulmonar drenado nos estágios iniciais . “Na maioria dos casos, o mesotelioma maligno não é diagnosticado até que esteja nos estágios finais. Esperamos encontrar uma maneira de testar a doença antes que ela se torne invasiva”, explicou a Dra. Sonja.

Pacientes com diagnóstico de mesotelioma maligno, o câncer causado pela exposição ao amianto, apresentam sobrevida insuficiente de 6 a 12 meses após o diagnóstico e sobrevida de cinco anos inferior a 5%. As opções terapêuticas são limitadas devido às altas taxas de resistência à quimioterapia e à idade avançada dos pacientes (idade média de 75 anos).

Com a pesquisa, espera-se que os tratamentos futuros tenham menos efeitos colaterais tóxicos do que a quimioterapia.

Recentemente, os pesquisadores publicaram avanços de seus estudos nas revistas científicas Pathology e Human Pathology.

Acesse o artigo científico completo publicado na revista Pathology (em inglês).

Acesse o resumo do artigo científico publicado na revista Human Pathology (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade Flinders (em inglês).

Fonte: Universidade Flinders. Imagem: Carcinoma no pulmão com presença de amianto. Fonte: Wikimedia Commons.

 

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account