Notícia

Medicina de precisão: novos nanotransportadores podem ser direcionados para eliminar células cancerosas

Grupo de pesquisadores da Universidade de Roma ‘Sapienza’ desenvolveu nova nanopartícula híbrida capaz de entregar agentes quimioterápicos de forma eficaz e seletiva

Divulgação, Universidade de Roma 'Sapienza'

Fonte

Universidade de Roma 'Sapienza'

Data

sábado, 17 julho 2021 07:25

Áreas

Bioquímica. Entrega de Medicamentos. Medicina de Precisão. Oncologia.

As novas ferramentas terapêuticas no combate ao câncer, que exploram as possibilidades derivadas das nanotecnologias, baseiam-se na liberação direcionada nas células tumorais de pequenos fragmentos de RNA, os chamados microRNAs. No entanto, embora essas moléculas tenham um alto potencial para o tratamento do câncer, para garantir sua eficácia é necessário direcioná-las seletivamente para as células cancerosas.

Em um estudo de pesquisadores dos Departamentos de Ciências Bioquímicas, de Ciências Anatômicas, Histológicas, Legais e Musculoesqueléticas e de Química e Tecnologia de Medicamentos da Universidade de Roma ‘Sapienza’, na Itália, criaram um novo sistema para a liberação direcionada de drogas quimioterápicas que usam moléculas específicas, dendrímeros de amina, que atuam como uma espécie de esponja para os pequenos fragmentos de RNA.

Esses polímeros são extensivamente estudados quanto à capacidade “magnética” que lhes permite ligar os ácidos nucléicos. No entanto, sua toxicidade intrínseca e a ausência de seletividade para tipos específicos de células sempre limitaram seu uso.

No estudo publicado na revista científica Journal of Nanobiotechnology, os pesquisadores encapsularam os dendrímeros em uma nanopartícula de ferritina bacteriana, projetada para reconhecer o receptor de transferrina humano, particularmente abundante na superfície de muitas células cancerosas, como células de leucemia promielocítica aguda.

“Considerando essas características, a nanopartícula híbrida tornou possível transferir com sucesso, e portanto de forma direcionada e eficaz, um microRNA para as células doentes”, explicou o Dr. Alberto Boffi, pesquisador do Departamento de Ciências Bioquímicas da Universidade de Roma ‘Sapienza’ e coordenador do estudo.

A vantagem do novo nanotransportador está em sua capacidade única de se automontar e de atingir seletivamente diferentes tipos de células cancerosas, liberando o microRNA em nível citoplasmático. “Essas nanopartículas são altamente versáteis e podem ser usadas no futuro para transportar pequenos RNAs e outras moléculas terapêuticas, mesmo de forma combinada”, concluiu o Dr. Alberto Boffi.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade de Roma ‘Sapienza’ (em italiano).

Fonte: Universidade de Roma ‘Sapienza’. Imagem: Divulgação, Universidade de Roma ‘Sapienza’.

 

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account