Notícia

Nova pesquisa otimiza o próprio sistema imunológico do corpo para combater o câncer

Pesquisadores estão trabalhando para projetar as células T e desenvolver critérios de projeto de engenharia para otimizar mecanicamente as células ou torná-las mais “adequadas” para superar as barreiras até os tumores

Grupo de Pesquisa do Dr. Paolo Provenzano, Universidade de Minnesota

Fonte

Universidade de Minnesota

Data

sábado, 15 maio 2021 08:00

Áreas

Genoma. Imunologia. Oncologia.

Um estudo inovador liderado por pesquisadores de engenharia e médicos da Universidade de Minnesota Twin Cities, nos Estados Unidos, mostra como células imunológicas projetadas usadas em novas terapias contra o câncer podem superar barreiras físicas para permitir que o próprio sistema imunológico de um paciente lute contra tumores. A pesquisa pode melhorar as terapias contra o câncer no futuro para milhões de pessoas em todo o mundo.

Os resultados da pesquisa foram publicados na revista científica Nature Communications.

Em vez de usar produtos químicos ou radiação, a imunoterapia é um tipo de tratamento contra o câncer que ajuda o sistema imunológico do paciente a lutar contra o câncer. As células T são um tipo de glóbulo branco de importância fundamental para o sistema imunológico. As células T citotóxicas são como soldados que procuram e destroem as células alvo invasoras.

Embora tenha havido sucesso no uso de imunoterapia para alguns tipos de câncer, o trabalho de uma célula T é muito mais difícil em tumores sólidos.

“O tumor é uma espécie de pista de obstáculos, e a célula T tem que encarar o desafio para alcançar as células cancerosas”, disse o Dr. Paolo Provenzano, autor sênior do estudo e professor de Engenharia Biomédica na Escola de Ciência e Engenharia da Universidade de Minnesota. “Essas células T atacam os tumores, mas simplesmente não conseguem se mover bem e não podem não conseguir ir aonde precisam antes de ficarem exauridas”.

Neste estudo inédito, os pesquisadores estão trabalhando para projetar as células T e desenvolver critérios de projeto de engenharia para otimizar mecanicamente as células ou torná-las mais “adequadas” para superar essas barreiras. Se essas células imunológicas puderem reconhecer e chegar às células cancerosas, elas podem destruir o tumor.

Em uma massa fibrosa de um tumor, a rigidez do tumor faz com que as células imunológicas desacelerem cerca de duas vezes – quase como se estivessem correndo em areia movediça.

“Este estudo é nossa primeira publicação onde identificamos alguns elementos estruturais e de sinalização onde podemos ajustar essas células T para torná-las mais eficazes no combate ao câncer”, disse o Dr. Provenzano. “Cada ‘pista de obstáculos’ dentro de um tumor é ligeiramente diferente, mas existem algumas semelhanças. Depois de manipular essas células imunológicas, descobrimos que elas se moviam pelo tumor quase duas vezes mais rápido, independentemente dos obstáculos que estivessem no caminho”, destacou o pesquisador.

Para criar células T citotóxicas, os autores usaram tecnologias avançadas de edição de genes (ou edição de genoma) para alterar o DNA das células T para que sejam mais capazes de superar as barreiras do tumor. O objetivo final é desacelerar as células cancerosas e acelerar as células imunológicas projetadas. Os pesquisadores estão trabalhando para criar células que sejam boas em superar diferentes tipos de barreiras. Quando essas células são misturadas, o objetivo é que grupos de células do sistema imunológico superem todos os diferentes tipos de barreiras para chegar às células cancerosas.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade de Minnesota (em inglês).

Fonte: Rhonda Zurn, Escola de Ciência e Engenharia da Universidade de Minnesota. Imagem: Células T citotóxicas em tumores pancreáticos. Fonte: Grupo de Pesquisa do Dr. Paolo Provenzano, Universidade de Minnesota.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account