Notícia

Cientistas descobrem ligação entre antibióticos e câncer de cólon

Cientistas descobriram que o uso de antibióticos pode aumentar o risco de desenvolver câncer de cólon, principalmente entre pessoas mais jovens

Divulgação

Fonte

Universidade de Aberdeen

Data

terça-feira, 1 fevereiro 2022 06:20

Áreas

Farmacologia. Oncologia.

Um novo estudo que considerou quase 40.000 pessoas comparou o uso de antibióticos e fatores de estilo de vida daqueles que tiveram câncer colorretal e daqueles que não tiveram. Embora nenhuma relação tenha sido encontrada com o câncer retal, o uso de antibióticos foi associado ao desenvolvimento do câncer de cólon.

Os pesquisadores também descobriram pela primeira vez que, embora os números gerais permaneçam relativamente baixos, o uso de antibióticos foi associado a um risco estimado de 50% maior de câncer de cólon em pessoas com menos de 50 anos e um risco estimado de 9% maior naqueles com 50 anos ou mais.

Sarah Perrott, pesquisadora da Universidade de Aberdeen, no Reino Unido, e coautora da pesquisa, explicou: “O uso de antibióticos é muito comum, e é importante notar que nem todos que usam antibióticos terão câncer de cólon. No entanto, embora de uma importância inestimável na medicina, os antibióticos devem ser usados ​​adequadamente e somente quando necessário”.

O estudo, publicado na revista científica British Journal of Cancer e financiado pela Cancer Research UK, analisou dados do banco de dados nacional de cuidados primários da Unidade de Informática Clínica de Cuidados Primários (PCCIUR) do Reino Unido. A partir desses dados coletados rotineiramente, a equipe identificou 7.903 pessoas com câncer colorretal e as comparou com mais de 30.418 pessoas sem diagnóstico de câncer. Os pesquisadores controlaram fatores genéticos e fatores não genéticos, como condições de saúde subjacentes, para tentar determinar se o uso de antibióticos é um fator de risco para câncer de cólon. Para entender os efeitos de outros fatores de risco, os pesquisadores ajustaram o consumo de álcool, tabagismo e peso.

O câncer de cólon de início precoce e tardio foi investigado separadamente, pois as evidências sugerem que os fatores de risco podem diferir entre a doença de início precoce e de início tardio. Anteriormente, existia apenas um pequeno número de estudos que tinham investigado uma ligação entre antibióticos e câncer de cólon e esses estudos eram limitados a adultos mais velhos e mostravam resultados mistos.

Sarah Perrott acrescentou: “Descobrimos que a exposição a antibióticos estava associada ao câncer de cólon em todas as faixas etárias. Isso, juntamente com vários outros fatores dietéticos e de estilo de vida, pode estar contribuindo para o aumento dos casos de câncer de cólon entre os jovens”.

As razões por trás dessa ligação estão supostamente ligadas ao impacto dos antibióticos na diversidade natural de bactérias dentro do microbioma intestinal, o que pode levar a uma atividade bacteriana alterada e interferir na função imunológica normal. Isso pode levar à inflamação crônica e, teoricamente, aumentar o risco de câncer.

“Tomar antibióticos provavelmente terá um impacto negativo na microbiota intestinal. Os antibióticos podem involuntariamente induzir a disbiose intestinal, o que pode levar a mudanças permanentes no ambiente natural do intestino. Essa interrupção no microbioma intestinal pode ser o que impulsiona esse aumento no risco. É importante notar que dieta, estilo de vida, estresse e tantos fatores diferentes podem afetar a saúde intestinal e o uso de antibióticos é apenas um desses fatores”, destacou Sarah Perrott.

A equipe sugere que a prescrição de antibióticos deve ser considerada com muito cuidado: “Independentemente de nossas descobertas, a prescrição de antibióticos deve ser criteriosa devido à preocupação urgente da resistência antimicrobiana. Os profissionais de saúde e o público precisam estar cientes de que o uso desnecessário de antibióticos, especialmente entre os jovens, deve ser evitado”.

Os cientistas também sugerem que os suplementos probióticos podem ser úteis para neutralizar os efeitos negativos dos antibióticos: “Os suplementos probióticos contêm cepas de micróbios vivos e visam melhorar ou restaurar o microbioma intestinal. Embora haja evidências limitadas até agora, talvez combinar um antibiótico com um medicamento probiótico possa limitar a incidência de disbiose do microbioma intestinal, uma vez que a exposição a antibióticos é muitas vezes necessária e inevitável”.

“Este estudo mostra o valor de usar os dados de alta qualidade coletados rotineiramente pelo nosso serviço de saúde para informar a prática clínica. Mais estudos são necessários para avaliar os efeitos em longo prazo dos antibióticos sobre a saúde”, concluiu o Dr. Ronald McDowell, pesquisador do Centro de Saúde Pública da Universidade Queen’s em Belfast e coautor do estudo.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade de Aberdeen (em inglês).

Fonte: Wendy Davidson, Universidade de Aberdeen. Imagem: Divulgação.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2024 farma t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional nas áreas de Ciências Biológicas, Biomédicas e Farmacêuticas, Saúde e Tecnologias 

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account