Notícia

Cientistas estão um passo mais perto da possibilidade de criação de novos folículos capilares

Descobertas podem ser cruciais para o desenvolvimento de novas terapias para o crescimento de cabelo

Divulgação, Universidade Yale

Fonte

Universidade Yale

Data

quinta-feira, 21 abril 2022 15:55

Áreas

Bioinformática. Biologia. Dermatologia. Microbiologia. Patologia.

Em um novo estudo, pesquisadores da Universidade Yale, nos Estados Unidos, adotaram uma abordagem única para identificar os sinais moleculares que induzem um gatilho crítico para a formação e regeneração do folículo capilar. As descobertas podem ser cruciais para o desenvolvimento de novas terapias para o crescimento de cabelo – e fornecer um plano para desvendar outros mistérios do crescimento de tecidos em nível celular.

“Este é um problema de décadas que não tem solução porque a formação do condensado dérmico, o centro de sinalização que induz o crescimento e a diferenciação dos folículos capilares, tem sido difícil de visualizar e capturar devido à rapidez com que se formam”, disse a Dra. Peggy Myung, professora de Dermatologia da Escola de Medicina de Yale e autora sênior do estudo publicado na revista científica Developmental Cell.

Os condensados ​​dérmicos (DCs) são aglomerados de células densamente compactados, localizados sob a camada externa da pele. Os DCs atuam como comandantes centrais da atividade do folículo capilar, enviando sinais para a camada externa da pele, instruindo-a a formar folículos capilares e determinando o tamanho do folículo.

Desvendar as etapas que induzem a formação de DCs tem sido um grande desafio para os pesquisadores, porque o processo é difícil de rastrear ao longo do tempo e separar experimentalmente. Superar essa barreira, disseram os pesquisadores, poderia abrir as portas para métodos eficazes de reprodução de DCs para testar novos medicamentos para perda de cabelo e gerar folículos capilares em modelos de cultura 3D.

Para o estudo, a Dra. Myung e seus colegas, incluindo o Dr. Yuval Kluger, professor de Patologia na Universidade Yale, adotaram uma abordagem única para estudar DCs.

Usando dados de sequenciamento de RNA de célula única da pele de camundongo, eles projetaram uma abordagem computacional para alinhar uma série de ‘instantâneos’ de perfil de célula única para reconstruir o curso de tempo do desenvolvimento de DCs. Isso forneceu um roteiro que delineia como uma célula dérmica imatura atinge a maturidade. Mais importante, a abordagem permitiu que os pesquisadores investigassem os sinais moleculares que servem como motores no processo. Ao combinar suas descobertas computacionais com experimentos genéticos in vivo, eles foram capazes de identificar os sinais críticos envolvidos na formação de DCs.

“Mostramos que existem dois sinais determinantes que impulsionam o processo. Curiosamente, esses são sinais que normalmente se opõem, mas, neste caso, eles cooperam para induzir o processo de gênese de DCs”, disse a Dra. Peggy Myung.

Um dos sinais é conhecido como Wnt e o outro é chamado de sonic hedgehog, ou SHH. Ambos os sinais são considerados essenciais no desenvolvimento de muitos tipos de tecidos e desempenham um papel na regulação da homeostase e regeneração do tecido adulto. Eles também estão implicados em estados patológicos, como câncer, quando são superativados de forma aberrante.

Para o estudo, os pesquisadores foram capazes de modular geneticamente esses sinais para reduzir a velocidade de formação de DCs, efetivamente reproduzindo o processo de formação de DCs em câmera lenta.

“Este trabalho ajudará a preparar o caminho para o desenvolvimento de métodos robustos para recriar DCs em laboratório e para a regeneração do folículo capilar adulto. [O trabalho] também mostra como métodos computacionais podem ser usados ​​para entender sinais e comportamentos celulares que antes eram impossíveis de capturar”, concluiu a Dra. Peggy Myung.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade Yale (em inglês).

Fonte: Jim Shelton, Universidade Yale. Imagem: dois condensados dérmicos de folículos capilares se auto-organizando em ‘câmera lenta’: modulação dos dois sinais pode reproduzir o processo através de intermediários mais proliferativos (glóbulos vermelhos externos) à medida que se incorporam ao condensado dérmico quiescente em expansão (células centrais condensadas). Divulgação, Universidade Yale.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 farma t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional nas áreas de Ciências Biológicas, Biomédicas e Farmacêuticas, Saúde e Tecnologias 

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account