Destaque

Cartilha on-line orienta famílias sobre infecções parasitárias na infância

Fonte

UFPB | Universidade Federal da Paraíba

Data

quarta-feira. 2 dezembro 2020 12:05

O projeto de extensão “Xô, parasitoses!“, realizado pela Escola Técnica de Saúde da Universidade Federal da Paraíba (ETS/UFPB), lançou uma cartilha no formato de história em quadrinhos para abordar as formas de prevenção dessas infecções na infância.

Segundo a professora Dra. Ana Carolina Bernardes, coordenadora adjunta do projeto, as infecções parasitárias apesar de bastante comuns, ainda são muito negligenciadas, daí a importância da ação educativa. “Elas representam um importante problema de saúde pública e as crianças são as mais comumente acometidas, devido, principalmente, a falta de hábitos de higiene adequados e de imunidade”, explicou a especialista.

O público alvo da iniciativa foram as crianças – e suas famílias – da  comunidade São Rafael, em João Pessoa, que receberam a publicação no formato impresso. No entanto, a cartilha foi disponibilizada também no Instagram do projeto (@xoparasitoses), estendendo a conscientização acerca das formas de prevenção das parasitoses para a população em geral.

Ainda de acordo com a professora, a cartilha, produzida por extensionistas do “Xô, parasitoses!”, apresenta uma história contada de forma lúdica, já que é dirigida a crianças. Nela, um super-herói ensina as crianças hábitos saudáveis de higiene, informações sobre transmissão dos parasitas e formas de prevenção às parasitoses. “Na cartilha são mostradas algumas situações do cotidiano das pessoas, tornando a experiência da criança leitora mais realista, e passível de implementação na rotina da família”, acrescentou a Dra. Ana Carolina.

O “Xô Parasitoses” existe desde 2016, com atividades em várias comunidades da capital paraibana. Este ano, o projeto teve como foco atender a comunidade São Rafael, principalmente as crianças, com ações que vão desde palestras e distribuição de material educativo a campanha de arrecadação e doação de materiais de higiene e limpeza para os moradores. Com a pandemia que dificultou as intervenções na comunidade, as atividades educativas do projeto passaram a ser realizadas de forma digital, por meio da rede social Instagram.

Acesse a página do projeto no Instagram.

Acesse a notícia na página da UFPB.

Fonte: Milena Dantas, Ascom/UFPB.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2024 farma t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional nas áreas de Ciências Biológicas, Biomédicas e Farmacêuticas, Saúde e Tecnologias 

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account