Destaque

Pesquisadores da UFPB trabalham na formulação de gel de coentro para tratamento de infecções fúngicas na boca

Fonte

UFPB | Universidade Federal da Paraíba

Data

sexta-feira. 5 novembro 2021 07:30

Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) trabalham na formulação de gel para o tratamento de infecções fúngicas na boca. O produto é à base de óleo essencial do coentro (Coriandrum sativum L.), planta de fácil cultivo, adaptada às condições geográficas brasileiras e amplamente utilizada na culinária do Nordeste brasileiro.

Segundo o Dr. Ricardo Dias de Castro, professor do Departamento de Clínica e Odontologia Social da UFPB e coordenador do projeto de pesquisa, infecções bucais causadas por espécies do fungo Candida, mais conhecidas como sapinho, são comuns especialmente em indivíduos com quadro de imunodepressão, ou seja, com sistema imunológico enfraquecido.

A pesquisa está em andamento, tem previsão de conclusão em 2024 e é desenvolvida no Laboratório de Farmacologia Experimental e Cultivo Celular do Centro de Ciências da Saúde (CCS), no campus I da UFPB, em João Pessoa.

De acordo com o professor Ricardo Castro, a exploração do coentro com finalidade medicinal representa importante estratégia para promoção do desenvolvimento econômico e social regional. Nos testes, serão usadas matérias-primas obtidas de produtor rural da região de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, e de produto industrial. Para isso, serão realizados testes de controle de qualidade dos insumos para garantir padronização e segurança.

A pesquisa contará com as etapas de coleta, identificação botânica e análise química do óleo essencial do coentro. Também serão executados testes laboratoriais em culturas de células para avaliar o efeito antifúngico e a citotoxicidade em células humanas. Do mesmo modo, haverá o estudo de toxicidade com animais invertebrados e mamíferos e realização de ensaio clínico de Fase I, com humanos saudáveis, para avaliação de segurança e tolerabilidade.

O pesquisador explicou que essas etapas são fundamentais para sustentar uma hipótese de uso clínico em pacientes com a doença: “Nossa pesquisa poderá ampliar o arsenal terapêutico para o tratamento de candidoses bucais e justificar a elaboração de estudos de ensaio clínico controlado randomizado Fase II, desempenhados com pacientes doentes”.

O intuito é que o projeto de pesquisa resulte na proposta de um novo produto farmacêutico com aplicação em odontologia, para tratamento de infecções fúngicas bucais, possibilitando, portanto, a inovação tecnológica e depósito de patente. Posteriormente, o produto poderá fazer parte de portfólio de startup ou ser comercializado pela Agência UFPB de Inovação Tecnológica (Inova UFPB).

Acesse a notícia completa na página da UFPB.

Fonte: Pedro Paz e Aline Lins, UFPB.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2024 farma t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional nas áreas de Ciências Biológicas, Biomédicas e Farmacêuticas, Saúde e Tecnologias 

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account