Destaque

UFPR e USP criam ‘jogo da vacina’ para estimular imunização

Fonte

UFPR | Universidade Federal do Paraná

Data

domingo. 21 fevereiro 2021 11:35

Pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Universidade de São Paulo (USP) criaram um novo jogo com a finalidade de estimular a imunização durante a pandemia da COVID-19. No chamado ‘Vacc‘, o jogador assume o papel de vacinador para proteger a população do coronavírus. O desafio é conseguir aplicar as doses em situações difíceis, como aglomerações de pessoas e divulgação de fakenews. O jogo ensina de maneira divertida como funcionam o processo de imunização, a imunidade de rebanho, as variantes de vírus e os danos causados pelas notícias falsas e pelo não uso das máscaras. Para vencer, é preciso vacinar todos e eliminar o vírus.

Vacc

O jogo é gratuito e já está disponível. O jogador usa o teclado e o mouse para mover a Maria Gotinha pelo cenário e aplicar as vacinas. A dificuldade aumenta a cada fase, conforme o isolamento social vai caindo e os personagens circulam pelas ruas, espalhando o vírus com mais velocidade. É preciso imunizar as pessoas com duas doses, antes que sejam alcançadas pelos vírus e por elementos como as notícias falsas, que dificultam todo o processo. Se o coronavírus toca em uma pessoa não vacinada, ela desaparece e dá lugar a dois novos vírus.

O jogo apresenta diferentes variantes do vírus e algumas delas infectam até os vacinados. Mas, por outro lado, o jogador pode ter a ajuda da ciência, representada por um frasco de laboratório e por seringas com insumos de vacinas. Ao tocar nestes símbolos, a Maria Gotinha ganha maior capacidade de vacinação. Para explicar o conceito de imunidade de rebanho, o jogo protege os personagens que estiverem perto de muitas pessoas imunizadas.

Por enquanto o jogo está disponível para computadores, mas em breve haverá versões para celular. Os desenvolvedores também trabalham na ideia de uma versão multijogadores.

Equipe

A idealização do projeto é do professor Dr. Helder Nakaya, do Departamento de Farmácia da USP, que contou com o apoio do professor Dr. Rodrigo Arantes Reis, coordenador do Laboratório Móvel de Educação Científica da UFPR Litoral. A programação foi realizada por Claudio Torres Júnior, aluno de Informática Biomédica na UFPR. O desenho dos elementos foi obra do designer Allan de Carvalho e o professor Murilo Geraldo, da Unicamp, criou as músicas.

Acesse a notícia completa na página da UFPR.

Fonte: Aline Nunes, UFPR.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account