Notícia

Nova vacina anticâncer personalizada funciona em camundongos

Pesquisadores estão usando camundongos para mostrar como uma combinação de peptídeos e vírus oncolíticos pode fornecer imunização eficaz contra o câncer.

Pixabay

Fonte

Universidade de Montreal

Data

quinta-feira, 20 maio 2021 11:50

Áreas

Farmacologia. Imunologia. Medicina de Precisão. Oncologia. Saúde Pública. Vacinas.

Em seu laboratório no Centro de Pesquisa do Hospital da Universidade de Montreal (CRCHUM), no Canadá, a Dra. Marie-Claude Bourgeois-Daigneault e uma equipe de cientistas geralmente modificam vírus para torná-los específicos para as células de um tumor.

Uma vez no corpo do paciente, esses vírus oncolíticos infectam e destroem as células cancerosas sem tocar nas células saudáveis. Os vírus podem até estimular o sistema imunológico para que fique mais atento e capacitado para reconhecer e matar células malignas, o que é conhecido como imunoterapia.

Em um estudo publicado na revista científica Nature Communications, a Dra. Bourgeois-Daigneault e sua equipe mostraram como criaram uma vacina personalizada eficaz, combinando vírus oncolíticos com pequenas moléculas sintéticas (peptídeos) específicas para o câncer alvo.

A Dra. Bourgeois-Daigneault é professora do departamento de Microbiologia, Doenças Infecciosas e Imunologia da Universidade de Montreal, membro do Institut du Cancer de Montréal e principal autora do estudo, que foi liderado pela Dr. Dominic Guy Roy, da Universidade McGill, também no Canadá.

A Universidade de Montreal publicou uma breve entrevista com a Dra. Marie-Claude Bourgeois-Daigneault, que explica a abordagem e as descobertas de sua equipe:

Universidade de Montreal: Em seu estudo, você usa vírus oncolíticos como adjuvantes de vacina anticâncer para imunizar camundongos. Como você faz isso?

Dra. Marie-Claude Bourgeois-Daigneault:

Para que uma vacina induza uma resposta imunológica, ela deve conter elementos que estimulem as células do sistema imunológico – os famosos glóbulos brancos. Esses elementos, chamados adjuvantes, são ingredientes de todas as vacinas. Eles permitem que o corpo humano perceba o perigo potencial e contenha a ameaça, enviando seu exército de células imunológicas.

Nossa abordagem consiste em usar vírus oncolíticos para estimular essa resposta imune e direcioná-la ao câncer. Para ter sucesso, criamos uma vacina misturando vírus com peptídeos sintéticos (antígenos) que se assemelham ao câncer visado. Porque é verdade que, para ser eficaz, a vacina deve ser personalizada para cada paciente, com base nas mutações específicas de cada célula cancerosa. Graças ao trabalho de identificação feito por outras equipes de pesquisa, podemos prever quais peptídeos usar para cada paciente por meio das informações obtidas em uma biópsia.

A vantagem de nossa abordagem é que os próprios vírus oncolíticos têm o poder de matar o câncer. Podemos, assim, atacar o câncer em duas frentes: matá-lo diretamente com o vírus e induzir uma resposta imune, graças não só ao vírus, mas também à vacina.

Em nossos camundongos, pudemos demonstrar a eficácia da imunização resultante.

Universidade de Montreal: O que diferencia sua estratégia de vacina dos ensaios clínicos atualmente conduzidos por outras equipes?

Dra. Marie-Claude Bourgeois-Daigneault:

As outras vacinas anticâncer personalizadas clinicamente testadas não usam vírus oncolíticos como adjuvantes de vacinação. Portanto, seu adjuvante não tem efeitos anticâncer diretos, ao passo que, em nosso caso, nossos vírus podem [também] destruir o câncer.

Uma vacina anticâncer usando vírus oncolíticos está sendo testada no Canadá e nos EUA. No entanto, ela não é personalizada. Em vez disso, tem como alvo certos cânceres específicos que têm um antígeno em comum. Ao direcionar esse antígeno, a vacina induz uma resposta imune.

Nesse caso, os vírus oncolíticos devem ser geneticamente modificados para permitir a inserção do antígeno no genoma dos vírus.

Isso é muito diferente da nossa abordagem. Podemos ter como alvo todos os cânceres sem modificação genética. Um pouco como montar um Lego – é uma questão de misturar peptídeos sintéticos semelhantes ao câncer com o vírus escolhido. Será muito mais fácil de implementar em um ambiente clínico.

Universidade de Montreal: Que desafios precisam ser enfrentados antes que sua abordagem de vacinação anticâncer personalizada possa ser traduzida em prática clínica?

Dra. Marie-Claude Bourgeois-Daigneault:

O principal desafio é identificar as mutações contra as quais queremos vacinar. Porque um câncer é único em suas dezenas ou centenas de mutações, mas apenas algumas delas, uma vez direcionadas, terão um efeito terapêutico e nos permitirão eliminá-lo. A identificação dessas mutações é a etapa fundamental que ainda precisa ser otimizada. Felizmente, muitos grupos estão trabalhando nessa área.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade de Montreal (em inglês).

Fonte: Bruno Geoffroy (CRCHUM) e Julie Gazaille, Universidade de Montreal. Imagem: Pixabay.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account