Notícia

Medicamento anticâncer derivado de fungo se mostra promissor em estudo clínico

Parceria entre a Universidade de Oxford e a empresa biofarmacêutica NuCana descobriu que o medicamento quimioterápico NUC-7738, derivado de um fungo do Himalaia, tem potência 40 vezes maior para matar células cancerosas do que o composto original

Divulgação, Universidade de Oxford

Fonte

Universidade de Oxford

Data

quinta-feira, 14 outubro 2021 06:30

Áreas

Bioquímica. Biotecnologia. Farmacologia. Oncologia.

Pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, trabalharam em colaboração com líderes da indústria biofarmacêutica NuCana para avaliar um novo medicamento para quimioterapia derivado de um fungo. Estudo clínico mostrou que a nova droga NUC-7738, desenvolvida pela NuCana, tem uma potência até 40 vezes maior para matar células cancerosas do que seu composto original, com efeitos colaterais tóxicos limitados.

O análogo de nucleosídeo de ocorrência natural conhecido como Cordicepina (a.k.a 3′-desoxiadenosina) é encontrado no fungo Cordyceps sinensis do Himalaia e tem sido usado na medicina tradicional chinesa há centenas de anos contra o câncer e outras doenças inflamatórias. No entanto, ele se decompõe rapidamente na corrente sanguínea, de modo que uma quantidade mínima de medicamento que combate o câncer é liberada para o tumor. A fim de melhorar sua potência e avaliar clinicamente suas aplicações como medicamento contra o câncer, a biofarmacêutica NuCana desenvolveu a Cordicepina em uma terapia clínica, usando sua nova tecnologia ProTide, para criar um medicamento de quimioterapia com eficácia consideravelmente melhorada.

Uma vez dentro do corpo, o Cordicepina requer transporte para as células cancerosas por um transportador de nucleosídeo (hENT1), e deve ser convertido no metabólito anticâncer ativo, conhecido como 3′-dATP, por uma enzima fosforiladora (ADK), sendo rapidamente decomposto no sangue por uma enzima chamada ADA. Juntos, esses mecanismos de resistência associados ao transporte, ativação e degradação resultam na entrega insuficiente do metabólito anticâncer para o tumor. A NuCana utilizou a nova tecnologia ProTide para projetar uma terapia que pudesse contornar esses mecanismos de resistência e gerar altos níveis do metabólito anticâncer ativo, 3′-dATP, dentro das células cancerosas.

A tecnologia ProTide é uma nova abordagem para a distribuição de drogas quimioterápicas nas células cancerosas. Ela age ligando pequenos grupos químicos a análogos de nucleosídeos como a Cordicepina, que são então metabolizados depois de atingir as células cancerosas do paciente, liberando a droga ativada. Esta tecnologia já foi usada com sucesso nos medicamentos antivirais Remsidivir e Sofusbuvir – aprovados pela agência FDA – para tratar diferentes infecções virais, como hepatite C, Ebola e COVID-19.

Os resultados do estudo publicado na revista científica Clinical Cancer Research sugerem que, ao superar os principais mecanismos de resistência ao câncer, a droga NUC-7738 tem maior atividade citotóxica do que a Cordicepina contra uma variedade de células cancerosas.

Pesquisadores de Oxford e seus colaboradores em Edimburgo e Newcastle estão agora avaliando a NUC-7738 no estudo clínico de Fase 1 NuTide: 701, que testa a droga em pacientes com tumores sólidos avançados que eram resistentes ao tratamento convencional. Os primeiros resultados do estudo mostraram que a NUC-7738 é bem tolerada pelos pacientes e mostra sinais encorajadores de atividade anticâncer.

Outros estudos clínicos de Fase 2 deste medicamento estão agora sendo planejados em parceria com a NuCana, para aumentar o número de medicamentos contra o câncer com tecnologia ProTide.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade de Oxford (em inglês).

Fonte: Universidade de Oxford. Imagem: Divulgação, Universidade de Oxford.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account