Notícia

Quinases PIM são expressas mais intensamente no câncer de próstata agressivo do que no tecido benigno da próstata

Resultados de amostras de pacientes com câncer de próstata indicaram que a superexpressão das proteínas PIM e ERG estava associada ao desenvolvimento do câncer de próstata

Divulgação, Universidade Tampere

Fonte

Universidade Tampere

Data

sexta-feira, 7 maio 2021 06:55

Áreas

Biologia. Bioquímica. Oncologia.

Quinases PIM promovem a progressão do câncer de próstata em cooperação com outras proteínas oncogênicas. Cientistas da Universidade Tampere, da Universidade de Turku e da Universidade da Finlândia Oriental, na Finlândia, descobriram que a expressão de todos os três membros da família da quinase PIM é aumentada no câncer de próstata em comparação com o tecido benigno da próstata.

Os pesquisadores também observaram que a expressão de quinases PIM é regulada por oncoproteínas ERG. Ambas as descobertas podem ser usadas no desenvolvimento de novas terapias direcionadas para o câncer de próstata, especialmente naqueles pacientes que têm expressão aumentada desses fatores promotores do câncer.

O câncer de próstata é um dos cânceres mais comuns em homens. Na Finlândia, mais de 5.000 novos diagnósticos são feitos a cada ano, na maioria das vezes com base em níveis elevados de PSA (antígeno específico da próstata). O câncer de próstata é tratado por cirurgia ou radioterapia, frequentemente acompanhadas por terapia hormonal e possivelmente agentes citostáticos, que são tratamentos relativamente eficientes na maioria dos casos. No entanto, alguns dos cânceres acabarão evoluindo para cânceres de próstata agressivos resistentes à castração (CPRC), que não respondem mais à terapia de privação hormonal. Assim, novas abordagens para diagnosticar e tratar cânceres de próstata malignos são necessárias.

Os grupos de pesquisa liderados pelos professores Dr. Tapio Visakorpi, da Universidade Tampere, Dra. Päivi Koskinen, da Universidade de Turku, e Dra. Leena Latonen, da Universidade da Finlândia Oriental, investigaram as interações das proteínas PIM, ERG e MYC em pacientes com câncer de próstata.

Em estudos anteriores, já foi verificado que a superexpressão de quinases PIM pode aumentar a viabilidade celular, capacidade e crescimento metastático no câncer de próstata. No entanto, estudos abrangentes sobre a expressão de quinases PIM durante a progressão do câncer de próstata não foram feitos antes, especialmente nos níveis de proteína.

“Descobrimos que a expressão de todas as três quinases PIM (PIM-1, 2 e 3) e das proteínas ERG e MYC costumam ser intensificadas simultaneamente no câncer de próstata. Quinases PIM são mais altamente expressas no câncer de próstata localizado em comparação com a próstata benigna. Além disso, descobrimos que o fator de transcrição ERG pode regular a expressão de todas as quinases PIM nas células do câncer de próstata”, explicou a doutoranda Sini Eerola, da Universidade Tampere.

Os resultados de amostras de pacientes com câncer de próstata indicaram que a superexpressão das proteínas PIM e ERG estava associada ao desenvolvimento do câncer de próstata. Surpreendentemente, a expressão das proteínas PIM1 e PIM2 foi aumentada no câncer de próstata resistente à castração, que tem um prognóstico ruim. “De acordo com os dados clínicos do paciente e nossas observações experimentais, os medicamentos que visam as proteínas PIM, ERG e MYC podem melhorar as perspectivas dos pacientes com níveis aumentados de expressão desses fatores de promoção do câncer”, concluiu Sini Eerola.

Os resultados do estudo foram publicados na revista científica Cancer Medicine.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade Tampere (em inglês).

Fonte: Universidade Tampere. Imagem: Divulgação, Universidade Tampere.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account