Destaque

Exposição ao antimicrobiano triclosan no início da vida pode facilitar o desenvolvimento futuro da doença hepática gordurosa

Fonte

UCSD | Universidade da Califórnia em San Diego

Data

sábado. 30 julho 2022 12:30

Em estudos com camundongos, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD), nos Estados Unidos, relataram que a exposição de filhotes ao triclosan – um antimicrobiano comumente usado em produtos de consumo – através de suas mães lactantes resultou em sinais precoces de danos ao fígado que podem levar a doenças mais graves, como doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) e a esteato-hepatite não alcoólica (EHNA).

As descobertas foram publicadas na revista científica Nature Communications.

Aproximadamente 20% das pessoas com DHGNA fazem a transição para a EHNA, uma forma mais avançada da doença caracterizada por inflamação cada vez mais grave e danos que podem resultar em cicatrizes no fígado, cirrose e câncer.

De acordo com um estudo publicado por cientistas da UCSD em junho de 2022, a EHNA é a causa de mortes por câncer de fígado que mais cresce em todo o mundo, especialmente nas Américas. Esse índice é impulsionado pelo rápido aumento das taxas de obesidade.

A prevalência de DHGNA em crianças está aumentando, juntamente com as taxas de obesidade nos jovens. Estima-se que 9,6% das crianças de 2 a 19 anos tenham DHGNA. Um estudo recente realizado por cientistas da UCSD descobriu que a DHGNA pediátrica aumenta o risco de desenvolver diabetes tipo 2 mais tarde na vida.

O triclosan é um ingrediente adicionado a diversos produtos de consumo para reduzir ou prevenir a contaminação microbiana, incluindo sabonetes, cremes dentais, cosméticos, roupas, móveis, utensílios de cozinha, pesticidas e brinquedos. “O triclosan é um agente antimicrobiano de amplo espectro que é usado em muitos produtos de higiene pessoal e impregnado em diversos materiais, desde roupas até embalagens de alimentos. Tem sido associado a vários efeitos adversos à saúde”, disse o Dr. Robert H. Tukey, coautor do estudo e professor do Departamento de Farmacologia da Escola de Medicina da UCSD.

Em 2016, alimentado por evidências crescentes e preocupações com a saúde pública, a agência reguladora Food and Drug Administration (FDA) dos EUA proibiu o uso de triclosan em alguns produtos e exigiu aprovação de pré-comercialização para outros. Mas ele continua a ser um ingrediente em muitos produtos.

Os pesquisadores expuseram fêmeas grávidas ao triclosan em sua dieta e descobriram que ele era eficientemente transferido por lactação para camundongos recém-nascidos, causando fígado gorduroso significativo durante o período de amamentação e resultando em hepatoesteatose, acúmulo de triglicerídeos, estresse de retículo endoplasmático, sinais de inflamação e fibrose hepática. Dois reguladores metabólicos chave responsáveis pela doença hepática gordurosa induzida por triclosan foram identificados.

“A exposição precoce ao triclosan parece desencadear patologias que se assemelham a DHGNA e EHNA, como a doença hepática gordurosa associada a tóxico, que podem predispor o desenvolvimento de DHGNA e EHNA pediátricos. Os recentes aumentos na DHGNA pediátrica podem ser uma consequência da transmissão de mãe para filho de tóxicos ambientais como o triclosan”, concluiu o Dr. Robert Tukey.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade da Califórnia em San Diego (em inglês).

Fonte: Scott LaFee, Universidade da Califórnia em San Diego.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 farma t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional nas áreas de Ciências Biológicas, Biomédicas e Farmacêuticas, Saúde e Tecnologias 

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account