Notícia

Inteligência Artificial pode tornar diagnóstico do câncer 100% digital

Projeto em Portugal vai criar ferramentas para detetar cânceres colorretal e cervical de forma mais precisa e eficiente, com recursos de inteligência artificial

Pixabay

Fonte

Universidade do Porto

Data

quinta-feira, 13 agosto 2020 07:10

Áreas

Bioquímica. Diagnóstico. Inteligência Artificial. Laboratórios. Microbiologia. Patologia. Oncologia.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade do Porto, em Portugal, ligados ao  Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), está envolvida no projeto CADPath.AI – Computer Aided Diagnosis in Pathology, cujo objetivo é a detecção do câncer colorretal e do câncer cervical de forma mais precisa e eficiente, através do uso de inteligência artificial.

Na especialidade da Anatomia Patológica, a doença oncológica e o seu diagnóstico são, cada vez mais, uma preocupação central. Ainda mais, sabendo-se que o diagnóstico precoce e rigoroso é um instrumento essencial para o combate ao câncer.

Até 2022, o consórcio, liderado pelo Laboratório IMP Diagnostics, numa parceria tecnológica com o INESC TEC e com a empresa Leica Biosystems, propõe-se a desenvolver algoritmos para apoiar o trabalho dos anatomopatologistas na identificação de anomalias.

A solução é inovadora e vai permitir dar um salto considerável na forma como o diagnóstico anatomo-patológico de amostras histológicas é realizado.

Uma segunda opinião baseada em algoritmos inteligentes

A elevada complexidade do diagnóstico oncológico recomenda muitas vezes a necessidade de se obter uma segunda opinião. É aqui que a tecnologia se torna num aliado imprescindível dos médicos, tendo-se assistido nos últimos anos à proliferação de scanners para digitalização de lâminas histológicas, um novo instrumento ao serviço da chamada patologia digital.

Além de possibilitar a realização de um diagnóstico em rede, auxiliada por outras ferramentas tecnológicas, a patologia digital vai permitir diminuir o tempo que o patologista despende na observação microscópica.

“Tarefas como, por exemplo, a identificação das células tumorais, a contagem de células mitóticas, ou a identificação de crescimento invasivo, assim como a sua medição, podem agora ser realizados através da utilização da inteligência artificial”, explicou o Dr. Jaime Cardoso, professor da Faculdade de Engenharia da Universidade doPorto (FEUP) e pesquisador do INESC TEC.

Com a possibilidade de digitalização das lâminas histológicas, surgiu um grande interesse científico no desenvolvimento de algoritmos de análise de imagem, que possam complementar e tornar mais eficiente a função dos médicos patologistas, em particular no diagnóstico dos cânceres colorretal e cervical.

“Continuamos focados na melhoria contínua do diagnóstico, mas pretendemos ir mais longe e disponibilizar ao mercado uma ferramenta de diagnóstico automático de patologias oncológicas; uma base de dados, contemplando as lâminas digitalizadas e respetivas anotações, história clínica e diagnóstico; e uma plataforma para geração de conhecimento científico”, destacou Ana Monteiro, gestora de projetos no IMP Diagnostics.

O projeto conta com um financiamento de cerca de 70% através do programa COMPETE2020, num investimento total de 1 milhão de euros.

Acesse a notícia completa na página da Universidade do Porto.

Fonte: Eunice Oliveira, INESC TEC. Imagem: Pixabay.

Em suas publicações, o Canal Farma da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Farma tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Canal Farma e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Farma, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Farma | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Ciências Farmacêuticas, Tecnologias e Saúde da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account